AULA QUE VALE A PENA
                                                                                                        Técnicas e Práticas do professor resiliente
                                                                      Um estudo

Depoimentos
 
 Alessandra Bogajo 
1300
MAIS DICAS DA ALESSANDRA:
22/07/15
A Universidade de São Paulo (USP) oferece, gratuitamente, material em vídeo do curso online "Introdução aos Estudos da Educação I". A disciplina está voltada para a formação de professores da educação básica. 
Acesse as aulas aqui >
bit.ly/1HJuZG5

23/07/15
Olá, bom dia! Hoje, criando autoria para o meu TCC lembrei de um autor muito bom para explicar a CULTURA DIGITAL que não pode ficar esquecida no nosso paradigma de mundo, aliás é intrínseca a esse e o constrói- segue um link legal para sua leitura: 
http://abciber.org.br/publicacoes/livro1/textos/cibercultura-como-territorio-recombinante1/
O autor André Lemos é importante na área de cultura digital. Abraços.

Alessandra Bogajo   



CCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCC

A Aula que vale a pena Técnicas e Práticas do professor resiliente

Público-alvo da pesquisa:  treinadores, instrutores, monitores, coordenadores, professores, 
mestres, maestros, educadores, facilitadores, cuidadores, disciplinadores, reabilitadores, 
condutores, guias, organizadores, orientadores, pais, mães, avós.

TÓPICOS de Reflexão

·         Todo professor já pensou em desistir. O que o faz continuar.

·         O que realmente interessa na docência.

·         O que é possível mudar.

·         Qual é o professor ideal.

·         Qual é o aluno ideal.

·         Qual será a escola ideal.

·         Qual será o futuro do Ensino.

·         Qual experiência educacional sobreviverá.

·         A mãe é a melhor professora.

·         O que ensina o pai.

·         Qual o papel dos avós.

·         Quando nenhum método funciona.

·         Quando tudo está fora de controle.

·         Quando é preciso resignificar cada palavra.

·         Qual a didática que satisfaz.

·         Resiliência,  epistemologia, cultura, religião, filosofia & ética.

·         A música como ferramenta de socialização.

·         A arte como reflexão.

·         A consciência política.

·         Conflitos, dissonâncias & frustrações.

·         Avaliar e ser avaliado.

·         Relatórios, registros.

·         Objetivos, agendas, metas, disponibilidades.

·         Eficiência x Deficiência.

·         Excelência fazendo o que tem que ser feito.

·         Alternativo, conservador, inovador.

·         Tecnologia, parceria, compartilhar solidário.

·         Comunicação.

·         Ministrando a Aula que vale a pena.

·         Inovação educacional para as próximas décadas.

·         Sentindo-se realizado pela aula dada.



A AULA QUE VALE A PENA
Idealização:

 "Que as minhas palavras sejam justas com os justos, resistam à hipocrisia dos hipócritas, sejam divertidas e honestas para as crianças; confiáveis para os adultos e sóbrias para os sábios. 

Mas, cordiais com quem quer que seja, sobretudo."

Sou professor.

(Guto MaiaSão Paulo, 20 de julho, de 2015. 

Carta aos professores,

Estou pedindo para professores e amigos educadores um depoimento sobre “qual seria a AULA QUE VALE A PENA”.

Esse trabalho faz parte de um estudo acadêmico que venho elaborando sobre inovação em educação, com novas teorias experimentadas no IBFC,  com resultados positivos com os alunos.

Faço relatórios diários, mensais e de conclusão de cursos com boa aceitação da Direção pelas novas possibilidades aplicadas com sucesso com os alunos, resultando melhor absorção do conteúdo. Esses relatórios serão organizados por temas e tópicos e se transformarão num guia para professores.

O ensaio passará pelas possibilidades de avanço em aprendizado nos vários níveis sociais, faixas etárias e expectativas profissionais.

A meta é refletir sobre o aprendizado qualificado que privilegia a diversidade cultural e intelectual de cada individuo, gerando um manual de ferramentas para educadores.

Se você puder participar, me ajudará sobremaneira e fico muito grato.

Pretendo construir um painel desses depoimentos num link online, com os devidos créditos.

O nome provisório do projeto é:

“A AULA QUE VALE A PENA – Técnicas e Práticas do professor resiliente”

No topo, os tópicos que venho desenvolvendo em capítulos.

O seu depoimento pode ter o formato que preferir, com liberdade total de enfoque.

A criatividade é toda sua.

Grande abraço.

 

Resumo
Guto Maia 
(José Augusto Maia Baptista) é professor especialista em Educação Inclusiva, ensino multidisciplinar de alunos com algum tipo de deficiência; palestrante, pesquisador e ativista do aperfeiçoamento dos protocolos de apoio à inserção de pessoas vulneráveis e familiares no Mercado de Trabalho; é pai de quatro filhos, sendo o mais jovem autista;  filho de mãe que esteve cadeirante por 13 anos; conselheiro gestor de saúde eleito 17/18 do Cer III - Sé PMSP; professor de musicalização do Need (Núcleo de Especialização e Estudo para o Deficiente Físico e Mental), desde 2015; foi professor de adultos com deficiência na Unip Vergueiro (Depto. Extensão Comunitária), 2016-17; professor convidado do Ibfc (Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação) - Jovens Aprendizes, 2015-17; coordenador pelo Ministério Público de projeto socioeducativo no Saica, Abrigo Municipal de Taboão da Serra, da Secretaria de Assistência e Cidadania, 2018; professor Senac (curso de formação de professores Decoração), 2010; diretor teatral, músico/vocalista, compositor, autor, ator de teatro e cinema, premiado em várias atividades. Cursa Licenciatura em pedagogia na Unicid. Cursou Pedagoria (Messiânbica), Música (Usp), Ética (Usp), Artes Plásticas (Ufmg), Adm. de Empresas, (Unisantana, Brás Cubas Mogi), Teatro (Macunaíma), Literatura (Of. da Palavra), Arquitetura (Fac. Belas Artes / SP), Empreendedorismo (Sebrae). Outros cursos: Informática, Mídias Sociais, Conteúdo Digital e Educação Inclusiva.  É certificado em Comunicação Verbal pelo Instituto Passadori. Participou do Seminário de Formadores de Palestrantes Credenciados do Museu da Inclusão, Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência, do Governo do Estado de São Paulo. Participante convidado do evento inclusivo: "Encontro de Gerações" , 2016, na cidade de Socorro/SP; Ministrou palestras nas Faculdades Anhembi-Morumbi; Instituto Passadori; Câmara Municipal de Ubatuba; Uniceu Inácio Monteiro; APAE's de Ubatuba, Santos, Gramado, Porto Alegre e Araras; Ceren (Araras), Sesc Consolação, Sesc Santo Amaro, Sesc Campinas e Escritório do Google Brasil.  É sócio proprietário na empresa Produções Artísticas Guto Maia Ltda-me, que realiza projetos de responsabilidade social utilizando a arte como ferramenta socioeducativa. Algumas realizações: Oficinas Culturais do Clube de Regatas Tietê, 1995-98; Natal Iluminado de São Paulo, 2016-17; Prêmio Marco da Paz - Inclusão Sem Limites - 2018, Feira da Saúde (para a ACSP), 2017-18, "O Dodói da Gigi" - peça musical infantil 2015-17; Fotografia Cega: palestras e oficinas do fotógrafo João Maia, e diversos eventos de artes marciais e culturais; Guto Maia tem prêmios em Teatro como autor/diretor: "Nunca me vi, sempre me amei", na Jornada Sesc/93 de Teatro; como músico/vocalista 1° colocado na maratona musical: 24 Hora", 1997, Rádio Musical FM; Prêmio NEXTEL, Música Sem Limites com Hebert Vianna, 2010; foi eleito duas vezes Melhor Profissional do Ano, pela Braslider, 2016 e 2018. Referências: Revista D+:http://revistadmais.com.br/arte-musica-e-acao/. Depoimentos de alunos e colegas: https://goo.gl/h9YfFz. Referências na web: https://goo.gl/6MJtgy. Facebook: @guto.maia

 

#cidadesquemedizemrespeito
#laboratoriodosonho
#premioinclusaosemlimites

 
 
 
 
Perfil Guto Maia
 
 
     
 
 

 

 A AULA QUE VALE A PENA
Copyright Espaço Dois do Brasil | Todos os direitos reservados
Criado em 20 de julho de 2015

Cidades que me dizem respeito
WWW.DOISDOBRASIL.COM